quinta-feira, julho 16, 2009

Momento adolescente

Depois daquele sustinho e daquele escaldão, não voltei a apanhar sol. Mas bolas, é Verão! Decidi ir amanhã à piscina, mas para tal preciso de algo indispensável: o meu protector solar Ambre solaire da Garnier, factor 30.

A seguir ao jantar, juntei o útil ao agradável e ameio do meu passeio fui comprar o protector. Entro no hipermercado (não vou fazer mais publicidade, o Belmiro não me paga :P) e dirijo-me ao local onde o protector se encontra. No meio de tantas embalagens diferentes lá encontro o meu. Eu tinha apenas 12€ comigo e com aquelas etiquetas todas não se percebia qual era a do meu protector (estava tudo misturado, o costume...). Eu precisava mesmo de saber. Não podia correr o risco de:

-"Ah e tal são 13€ (Bela, eles só põem preços psicológicos). Pronto 12,99€."

-"Ah e tal, afinal não quero."

Então lá fui a uma daquelas máquinas que nos dizem o preço.

Eu passava e repassava a embalagem...Anda lá raio de máquina - murmurava entre dentes...Eu já transpirava e NADA! Até que aparece uma funcionária que me diz que aquela porra está avariada e me sugere ir à caixa perguntar o preço. Eu assim faço...Quer dizer mal vejo o operador de caixa desisto. Era o operador de caixa mais lindo que deve existir. Alto, elegante, olhos azuis, simpático(vá percebia-se que sim pelo sorriso)...Ah e também vejo uma fila enorme. Eu não ia passar por aquela fila para perguntar o preço da coisa. O rapaz ainda pensa que sou totó ou que não sei ver as etiquetas (por acaso...) ou que sou sovina demais...Naaaaaaaaaaaaaaa!!!! Eu vou é deixar de ser preguiçosa e vou procurar a etiqueta certa.

Mas...A funcionária continua naquele corredor...Ela vai perceber que eu não fui perguntar...Ah vai ela pensar que sou toto. Então andei pelos corredores, para não passar por ela, olhando para um lado e para o outro para não ser apanhada e consegui atravessar o hipermercado sem ser vista.

Descobri que tinha dinheiro suficiente e aí regressei à caixa.

Vá sorrio e digo boa tarde? Um sorriso subtil...Olho-o nos olhos?...Oh, ainda por cima estou toda despenteada.

Eis que abre uma nova caixa. Não tenho coragem nem tempo, vou apenas contempla-lo de longe (cobarde!!!)

Mas quando é a minha vez, ele troca com a colega e atende-me: (parece de propósito)

-Boa tarde! (que voz lindaaaaaaaa!!!)

-Boa tarde! (sorriso parvo, o meu)

-Cartão M....(de poucas palavras, deve ser tímido ehehe)(Chama-se Carlossssssssss)

-Não tenho (oh não, não tenho cartão, o que irá pensar?)

-Posso ficar a dever-lhe 1 cêntimo?

-Siiiiiiiiiiiiiiiim (podes ficar a dever o que quiseres e também me podes tratar por tu)

É assim que eles nos ficam com o dinheiro. Um cêntimo nisto, outro cêntimo naquilo...Depois põem aqueles meninos giros na caixa e ninguém lhes consegue dizer que não.

Respira Bela, respira...

4 comentários:

Xuxy disse...

Lol agora voltas lá ao M... e exiges-lhe o cêntimo que ele te deve... e quem sabe um nº de telefone... =oP

Bjs*

Cláudia disse...

Por vezes acontece, em locais onde se prestam serviços existirem sujeitos educados e bem parecidos :P
acredita que o tio belmiro agradece o cêntimo de "esmola"

(eu agora ando sempre a cruzar-me com o gajo da Vodafone LOL)

bjs*

Xuxy disse...

O mimo e o desafio no meu blog tb é pa ti

bjs*

Saga disse...

Está muito fixe este post. Achei piada... :p