terça-feira, fevereiro 06, 2007

de "A Amizade é real" CapituloIII- "Grandes Rivalidades"

Depois de se tornarem as melhores amigas, Daniela e Carla tiveram grandes discussões mas nada que não se resolvesse rapidamente. Eram muito unidas e estavam sempre a preparar alguma para tramar o João. A Cris sempre disse que elas tinham uma grande paixão pelo João para estar sempre a pregar-lhe partidas. Talvez Carla tivesse. Na verdade a maior rivalidade que havia na “Rua” era entre ela e o João. Não é que eles não fossem amigos mas andavam sempre à pancada.
Carla passava a vida a pregar-lhe partidas com a ajuda da fiel Daniela, que não se divertia menos que ela. Já com o João passava-se uma coisa totalmente diferente. Este queria arranjar maneira de namorar com a pequena.
Era inacreditável o que João fazia. Chegou mesmo a pedir à mãe de Carla, a sua mão em casamento. Carla ficava furiosa com estas atitudes e PIMBA! Lá estava ela a bater-lhe e ele a chorar.
Quem estiver a ler estas coisas certamente sentirá pena deste pobre coitado, mas na verdade ele não é flor que se cheire.
João era um mentiroso compulsivo e um tarado incurável. Não perdia a oportunidade de se despir para provocar as raparigas. Estava sempre a inventar e a arranjar confusões.
Daniela e Carla achavam que ele era um porco e um sem vergonha. Na verdade era um alvo a abater.
Tudo isto causava grandes peripécias!
João estava sempre a fazer-se às raparigas principalmente à Carla como já havia dito. Ele tinha de conseguir o que queria.
Numa tarde, quando as crianças brincavam ao carteiro (jogo em que se transmitam mensagens através de um elemento que fazia de carteiro) aconteceu o que Carla não esperava. João era o carteiro. Chegou ao pé de Carla e entregou-lhe a mensagem que mais conflitos causou. Deu-lhe um beijo! Sim, na boca! A reacção de Carla foi péssima, como já era de esperar. Alegou muito alto que a boca de João sabia a chouriço! Será que Carla gosta de chouriço? Todos se riram. A rapariga, indignada quis contar tudo à mãe do rapaz mas acabou por ser gozada. Carla não tinha outra alternativa. Tinha de planear a sua vingança, sempre com o apoio de Daniela, e fazer-lhe a vida negra.
Quem também tinha o dom de fazer a vida negra às pessoas era Pedro. O puto era bastante violento e estava sempre metido em confusões. Era também muito porco. Costumava pegar em comida do chão ou de qualquer lado e acabar de digeri-la. Com este miúdo na “Rua” ninguém sentia falta de colheres pois este espalhava todas as que utilizava pelo local.
Encontrava-se então outro alvo a abater pelas duas meninas.
E Cris, sem se meter nestes conflitos, divertia-se à sua maneira. Resolveu assustar todas as crianças com a brincadeira do “Capa Preta” que teve origem na terrível e já famosa história do “Capa Vermelha” que virou mito.
As guerras entre os miúdos eram inacreditáveis e pareciam intermináveis.

1 comentário:

jjyyufo disse...

hello Please try the following updated web browser,Very handy,Immediately free download!